Jundiaienses relatam problemas com transporte

Muitos leitores do “Jornal da Região” que trabalham na capital paulista ou na região de Campinas relatam problemas com transporte para conseguirem chegar ao trabalho por conta das manifestações que mantém alguns trechos das rodovias fechadas.

A Rodovia Anhanguera segue interditada em Jundiaí. Foto enviada por leitor do “JR”.

“Meu fretado para a capital não saiu por conta das manifestações. Na volta do trabalho nesta segunda, era para chegar em Jundiaí às 18h, mas só consegui chegar em casa às 22h”, contou a gerente de projetos Carolina Azevedo.

Com medo de perder o emprego ela tentou seguir para o trabalho na manhã desta terça (01), mas sem sucesso. “Fui até o ponto onde pego o fretado e esperei por uma hora. Temos um grupo no Whats e todos que pegam o mesmo fretado alegaram o mesmo. Alguns se mobilizaram para irem de carona, mas não tive como ir e agora estou com receio da empresa me punir pela falta não justificada”, disse.

Já Rosângela Peretto Dias mora em Várzea Paulista e trabalha em Campinas e entrou em contato com o JR para obter informações sobre a Anhanguera. “Levei quase uma hora para atravessar um trecho bloqueado na Anhanguera, em Jundiaí”, explicou.

O operador de máquina Ricardo Ferreira também enfrentou problemas com o transporte para o serviço na manhã desta terça. “O fretado não saiu por causa dos bloqueios na marginal Tietê e na Anhanguera. Não tive como ir ao trabalho em São Paulo e voltei para casa.”

De acordo com a concessionária Autoban, às 8h50 a Anhanguera apresentava quatro pontos de bloqueio – Em Jundiaí (km 53); em Campinas (km 99 e km 104) e Limeira (km 148). Já na Bandeirantes, o único ponto de bloqueio era em Hortolândia (km 107).

%d blogueiros gostam disto: