Homem ataca PMs com foice e acaba morto, em Itatiba

Policiais militares da Força Tática do 49º Batalhão de Jundiaí foram requisitados pelo Ministério Público de Itatiba para auxiliar em uma internação de homem considerado agressivo e violento com familiares e vizinhos, no Parque Santo Antônio, em Itatiba.

Quando a equipe chegou ao endereço indicado, Paulo Eduardo Gonçalves de Oliveira, de 44 anos, se armou com uma foice e atacou os policiais militares.

Um dos PMs do 49º Batalhão de Jundiaí utilizou arma de choque, não letal.

Mesmo assim o indivíduo avançou sobre a equipe colocando em risco a vida dos policiais com a foice.

Um dos PMs que atuava na abordagem, a pedido do Ministério Público, deu um tiro em direção ao homem, que era bastante agressivo, causando-lhe ferimento na cabeça.

Os policiais foram unânimes em afirmar que não tinham outra escolha, para se defenderem, do contrário poderiam ser mortos.

O Corpo de Bombeiros de Itatiba foi acionado para realizar o socorro.

Pouco tempo depois chegou a informação para os policiais que Paulo Eduardo faleceu na Santa Casa de Itatiba.

O delegado José Mário de Lara determinou o encaminhamento do corpo de Paulo Eduardo para exames necroscópicos no Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí e requisitou aos escrivães da Polícia Civil que colhessem os depoimentos de todos os policiais e de testemunhas.

O boletim de ocorrência foi de resistência seguida de morte em intervenção policial.

Apoio policial

Em Jundiaí tem sido muito comum o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) requisitar apoio da Polícia Militar em ocorrências onde há pessoas feridas com facas, porque os socorristas também correm risco de serem mortos durante um salvamento.

Há pouco tempo o diretor do SAMU, Mário Kodama, elogiou a PM pelo apoio em ocorrência de dupla tentativa de homicídio no bairro da Vila Arens, quando um homem esfaqueou outras duas pessoas.

%d blogueiros gostam disto: