Mãe descobre que a filha de 11 anos era usada por rede de pedófilos

Uma moradora da cidade de Itatiba descobriu, mexendo no telefone celular da filha, de 11 anos, que a menina vinha sendo usada por integrantes de uma rede de pedofilia. Tudo começava com o líder da igreja onde a filha frequenta, que dava “carona” para a menina de volta para casa.

Esse indivíduo pedia para a garota gravar vídeos íntimos para que as imagens fossem vendidas e pagava R$ 50,00 pelos “serviços”.

A garota revelou que em um dos casos esse líder da igreja disse que ela ganharia R$ 250,00 para um terceiro sentir prazer. Que os contatos seriam apenas oral e toques.

O delegado da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Itatiba, Roberto Souza Camargo Júnior pediu à Justiça mandado de busca e apreensão na casa desse acusado.

O delegado disse ao “Jornal da Região” que encontrou material pornográfico em computador e celular, realizando a apreensão.

Durante todo o trabalho houve apoio fundamental do delegado da cidade, José Mário de Lara.

O autor foi preso por favorecimento da prostituição e exploração sexual de vulnerável.

O autor foi encaminhado para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, onde vai aguardar audiência de custódia.

O delegado disse que a família é humilde e o autor se aproveitou da ingenuidade da criança.

O delegado Roberto Souza Camargo Júnior pede para os pais abrirem com mais frequência os telefones celulares dos filhos e, principalmente das filhas, para ver com quem estão falando e sobre o que.

Nesse caso foi a mãe quem descobriu tudo, ao ver as mensagens da filha. Ela procurou a ajuda da Polícia Civil, na Delegacia de Defesa da Mulher.

Os policiais civis de Itatiba foram informados que as imagens da garota seriam comercializadas para supostos empresários e que também teriam sido enviadas para fora do País.

%d blogueiros gostam disto: