Zoonoses realiza ação contra raiva no Jardim Fepasa

A Unidade de Vigilância de Zoonoses realizou nesta quarta-feira (13) ação preventiva contra raiva no Jardim Fepasa, em função de um morcego insitívoro recolhido morto e positivo para a doença. A equipe percorreu todas as casas, orientando os moradores e buscando colônias de morcegos na região. Além disso, foi efetuado o levantamento vacinal da população de cães e gatos.

“Sempre que ocorre o encontro de um morcego positivo para raiva, realizamos medidas preventivas contra a doença e atuamos ofertando informações aos moradores do local. É importante que a população mantenha os animais vacinados e saiba que apenas os morcegos com comportamento fora do normal necessitam de maior atenção. Eles são protegidos por lei e não devem ser caçados ou mortos. São importantes para a manutenção do equilíbrio ambiental, ao fazer a polinização de plantas, disseminar sementes e controlar a população de insetos”, esclarece o veterinário da UVZ Luis Gustavo Grijota Nascimento.

Neste ano, ações preventivas semelhantes foram realizadas nos bairros Parque Centenário, Champirra, Água Doce, Torres de São José e Ponte São João.

 

Cuidados

  • Vacinar anualmente os cães e gatos contra a raiva. A vacinação é a melhor forma de prevenção da doença;
  • Procurar atendimento médico após sofrerem qualquer agressão provocada por um mamífero ou em caso de qualquer contato direto com um morcego;
  • Contatar imediatamente a Unidade de Vigilância de Zoonoses pelo telefone 4521-0660, caso seja encontrado algum morcego em situação não usual (caído no chão, voando durante o dia, pendurado em cortinas e janelas, em contato com animais de estimação ou dentro de cômodos ou veículos);
  • Caso seja possível, isolar o cômodo em que o animal foi encontrado e/ou imobilizá-lo, colocando sobre ele um balde, pano ou uma caixa. Não o toque nem o mate. É importante ressaltar que ninguém deve manusear os morcegos, mesmo quando encontrados mortos.