Político de Jundiaí é suspeito de ameaças

A Polícia Civil de Jundiaí vai intimar um político, que é empresário da cidade (já se candidatou a deputado e vereador), para prestar depoimento sobre acusações de ameaças e agressões contra uma guarda municipal, com quem teria tido um relacionamento amoroso.

O empresário é diretor de partido, mas não foi eleito para os cargos que disputou nas últimas eleições.

No último sábado (14) uma guarda municipal revelou à polícia que vem sendo ameaçada por ele.

Ela disse que já sofreu agressões de desconhecidos, “encomendadas” pelo antigo “namorado”.

No sábado, à tarde, a guarda foi seguida por dois homens, teve o carro danificado com golpes de machadinha e um guarda municipal que estava em horário de folga a socorreu.

O guarda deu um tiro que acertou a perna do suspeito. Um outro fugiu.

O baleado é um ex-PM  (que ficou na corporação por 17 anos) e expulso depois de participar da tentativa de homicídio contra uma outra jovem de Votorantim.

A Polícia Civil colheu depoimentos da guarda, que fez todas as revelações sobre o relacionamento conjugal.

A equipe do Plantão da Polícia Civil não revelou o nome desse político, que aparece como “investigado”.