Corte de salários do prefeito e comissionados entrou em vigor

A Câmara Municipal de Jundiaí aprovou por unanimidade nesta quarta-feira (15), em sessão extraordinária, o Projeto de Lei (PL) 13.160 /2020, de autoria do prefeito Luiz Fernando Machado, que reduz até 31 de dezembro os salários de vários agentes políticos da cidade, incluindo os vencimentos do próprio Chefe do Executivo, gestores e assessores que ocupam cargos comissionados.

Os cerca de R$ 5 milhões a serem economizados com os cortes nos vencimentos dos agentes políticos da cidade serão direcionados a um fundo, direcionado a ações de saúde para combate ao Coronavírus em Jundiaí.

O Legislativo também ratificou o PL 13.161/2020, de autoria dos 19 vereadores de Jundiaí, que reduz em 30% os subsídios dos paramentares, e entre 10% e 20% os ganhos de servidores comissionados da Casa.

A diminuição dos salários será proporcional, ou seja, com percentual maior para os que têm vencimentos maiores.

O prefeito, vice-prefeito, gestores, gestores adjuntos e superintendentes de autarquias e fundações municipais terão redução de 30% nos salários.

Já os diretores das unidades de gestão terão diminuição nos vencimentos de 20%.

Assessores municipais comissionados das faixas salariais DAC-4 e DAC-5 terão redução salarial de 10% e 5%, respectivamente.