Tempo seco favorece problemas respiratórios

O Outono já chegou e com ele o tempo seco e algumas doenças que ficam mais frequentes ou se agravam, principalmente as respiratórias. Especialistas explicam que a umidade do ar cai e, por consequência, diminui a hidratação do pulmão e da garganta, o que prejudica os mecanismos de defesa do corpo e faz com que as pessoas, principalmente as crianças, tenham dificuldade em eliminar partículas de poluição e os vírus que entram no organismo por meio das vias respiratórias.

Narinas e olhos ressecados, cansaço e dor de cabeça são sintomas que podem aparecer quando faltam água e sais minerais no organismo. “A baixa humidade do ar favorece a ocorrência das doenças respiratórias, tanto pela temperatura como pela poluição. Para amenizar os sintomas da sinusite e asma temos que tentar melhorar a qualidade do ar com medidas caseiras como: Toalha molhada, balde com água, umidificadores, higiene nasal e tomar muita água”, como explica a diretora Clínica, Ana Paula Felgueiras, pediatra do Hospital Universitário.

Felgueiras reforça que as crianças são muito sensíveis porque o sistema respiratório é menos maduro. Então, ela sugere que os pais estejam atentos e mantenham os pequenos hidratados.

Além das doenças respiratórias, nessa época pessoas que possuem maior sensibilidade, que tenham doenças de pele ou predisposição a desenvolvê-las podem ter um agravamento dos sintomas durante o clima seco. Por isso, além da hidratação oral, é preciso também manter a pele hidratada com cremes.

Para evitar ou minimizar a ocorrência de problemas de saúde, a Secretaria da Saúde indica alguns cuidados importantes:

– Ingerir bastante líquido (a não ser em caso de alguma restrição);
– Não faça exercícios físicos ao ar livre entre as 10h e 17h quando a umidade do ar estiver baixa;
– Deixe um recipiente com água ou um pano molhado no quarto antes de dormir;
– Não use o umidificador elétrico por muitas horas seguidas. O ambiente pode ficar muito úmido e causar mofo e bolor;
– Lave as narinas com soro fisiológico e/ou faça inalações com o mesmo produto;
– Mantenha os ambientes arejados e livres de tabaco e poeira;
– Evite frequentar lugares fechados em que haja grande concentração de pessoas ou procure ventilar ao máximo os ambientes fechados.