Com 30 dias de mandato, Silas Ramos avalia que mostrou competência e comprometimento

Os 30 dias de trabalho de Silas Ramos (Cidadania) como vereador de Jundiaí foram bem aproveitados: três projetos de lei propostos e aprovados e participação em outros 16 projetos, dos quais sete já foram aprovados.

O tempo como suplente foi utilizado trabalhando em duas frentes: projetos e ações para a saúde mental das pessoas e moção e campanha pela educação das nossas crianças.

Dos seus projetos de lei, dois falam de saúde mental. “A campanha “Peça Ajuda” incentiva quem está sofrendo de depressão a procurar ajuda e ao mesmo tempo cobra do Executivo um suporte para essas pessoas”, explica.

Já a campanha “Cuidando de quem cuida” tem por objetivo valorizar a saúde mental de quem cuida da população, como profissionais de saúde, professores e guardas municipais.

O vereador também aprovou uma moção e apresentou 36 indicações de recapeamento, colocação de lombadas e corte de árvore.

Saúde Mental

Quando falamos sobre saúde mental, não podemos nos esquecer do quão estressante e desgastante é o trabalho de quem cuida da população. Nossos profissionais de saúde, professores, guardas municipais. Pessoas que estão na linha de frente, protegendo e trabalhando para que a população tenha uma vida digna, precisam de uma atenção especial e essa é uma preocupação de Silas, que é psicólogo.

Tanto a campanha “Cuidando de quem cuida”, quanto a campanha “Peça Ajuda” valorizam a saúde mental, levando em consideração que a depressão é um inimigo silencioso. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde há 1 milhão de suicídios por ano no mundo, o equivalente a 1 suicídio a cada 40 segundos. Por isso, a campanha tem o intuito de incentivar o “grito por socorro” e também exigir que a Prefeitura ofereça apoio a essas pessoas.

Educação de qualidade

Duas ações em prol da educação foram realizadas nesses 30 dias: a moção de apelo à municipalização do Ensino Fundamental 2 e o projeto de campanha de incentivo à mediação escolar.

A moção baseia-se nos seguintes dados: o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) das escolas municipais de Jundiaí, mais especificamente dos 5º anos, é 7.1. Já o mesmo índice no 9º ano, ou seja, na escola estadual, cai para 5.3. “Isso é uma pequena amostra do quanto beneficiaria nossas crianças se o ensino fundamental fosse todo lecionado pelo município.”

Já o incentivo à mediação visa promover a cultura de paz. ÉA campanha de mediação escolar pede o envolvimento da sociedade civil por meio de reuniões de grupo, palestras educativas e apresentação de estudos de caso de modo que os pais, professores, psicólogos e as próprias crianças se envolvam nesse objetivo.

Em números

19 projetos de lei assinados

10 projetos de lei aprovados

2 moções aprovadas

36 indicações apresentadas

Visitas nos bairros do Vetor Oeste e Quinta das Videiras