Morre Athon, premiado cão da GM de Jundiaí

O Canil da Guarda Municipal de Jundiaí perdeu nesta quarta-feira (05) um de seus animais mais valorosos – o cão Athon, da raça pastor belga Malinois. Ele integrou a Corporação por oito anos e estava aposentado desde 2017.

Athon tinha 13 anos e sete meses e, segundo o veterinário do Canil, Dr. Clóvis Sproesser, começou a se sentir mal na madrugada desta quarta-feira. Rapidamente foi levado para uma clínica, onde passou por um procedimento cirúrgico, vindo a falecer à tarde. “A necropsia constatou trombose que comprometeu o baço e a vascularização do estômago, causando necrose e ruptura, sendo essa a causa da morte”, explicou o veterinário.

Um dos cães mais premiados em competições policiais em âmbito nacional, Athon é recordista mundial na apreensão de drogas, estando atualmente no Guinness Book, o livro dos recordes. Em 2009, durante um apoio do Canil da Guarda Municipal de Jundiaí à Polícia Rodoviária, em abordagem a um caminhão na Rodovia Romildo Prado, em Itatiba, a equipe que conduzia o animal (GMs Danilo e Durval) encontrou quase nove toneladas de maconha escondidas em um fundo falso do veículo. Colocado em cima do caminhão e farejando minuciosamente, o cão encontrou o entorpecente. Além de drogas, Athon também tinha bom faro para localizar armas.

O subinspetor Daniel da Silva, um dos chefes do Canil, lembrou que outra qualidade do cão que merece destaque era se apresentar para as crianças. “Ele interagia muito rapidamente com a garotada nos eventos, tendo dessa forma uma aproximação muito grande com a população”, destacou.

Athon será cremado em local ainda indefinido. Filho de Iris, uma pastora belga Malinois da primeira geração de farejadores, o animal era pai de Sadan e foi o responsável pela continuidade da linhagem de grandes campeões no Canil da GMJ.