Confusão em chácara termina com homem morto

Um auxiliar de mecânico, de 44 anos, morador no Jardim Santa Gertrudes, em Jundiaí, morreu baleado depois de discutir com um soldado da Polícia Militar de 41 anos, em uma chácara.

Segundo relatório apresentado à Polícia, o PM estava de folga com a família em uma chácara.

Quando pretendia devolver as chaves ao proprietário apareceu o mecânico armado com um revólver fazendo xingamentos e ameaçando a todos, reclamando da locação da chácara aos finais de semana, deixando-o incomodado.

Esse homem teria apontado a arma para familiares do PM, que sacou de sua pistola e ordenou que se entregasse. Mas, não foi isso o que ocorreu e, para se defender, o policial disparou contra o auxiliar de mecânico, que ficou ferido.

Familiares do baleado o socorreram ao Hospital São Vicente de Paulo, mas ele não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí para ser necropsiado.

A arma do PM e do auxiliar de mecânico foram apreendidas pela Polícia Civil.

O comando do 11º Batalhão da PM mandou uma equipe ao local para fazer levantamento dos fatos, para processo interno.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí também compareceu para apuração do caso.

Todas as testemunhas afirmaram que o auxiliar de mecânico ameaçou os familiares do PM, tendo de reagir às ameaças de morte.