Guarda de Cajamar acaba com três festas clandestinas

Na noite de sábado (6) para a madrugada de domingo (7), centenas de pessoas participaram de três festas clandestinas no bairro Ponunduva, em Cajamar, desrespeitando o decreto municipal onde não permite a realização de nenhum tipo de evento com aglomeração de pessoas.

Mesmo neste momento que o mundo sofre com a pandemia do novo coronavírus, que já levou a vida de mais de 264 mil pessoas, as festas clandestinas são realizadas com a presença de centenas de pessoas aglomeradas sem o uso de máscara e distanciamento social para conter o avanço da pandemia, desrespeitando o decreto municipal.

Após serem acionados por moradores da região, uma grande operação da Guarda Civil Municipal em conjunto com a Polícia Militar foi montada e esteve presente para acabar com as festas. Foram usados na operação gás de pimenta e bala de borracha para dispersar os participantes da aglomeração.

Cerca de 10 pessoas que estavam envolvidas na realização da festa foram presas e levadas à delegacia por desrespeitarem a legislação vigente. Eles vão responder por atentado à saúde pública e desacato.

Outras festas no bairro Ponunduva e quatro eventos que ocorriam em Jordanesia foram enceradas pela Guarda Municipal de Cajamar. Mais de 30 bares e casa de shows também foram fechados para evitar aglomeração de pessoas.

A ordem para acabar com festas e fechar bares com aglomerações de pessoas foi dada pelo prefeito Danilo Joan (PSD) após reunião realizada na Prefeitura de Cajamar na manhã do último sábado (6).

BAILE DA CALCAREA

Uma ação conjunta entre a Guarda Civil Municipal de Cajamar, de Caieiras e de Franco da Rocha, além da 3° e 5° CIA do 26 da Polícia Militar, também evitou e reprimiu o famoso Baile da Caucarea, bairro localizado na divisa entre as cidades de Cajamar e Caieiras que acontece quase todos os finais de semana.