Menina grita pela janela por socorro para a mãe, agredida pelo pai

Guardas municipais da cidade de Campo Limpo Paulista foram destacados para atender ocorrência de violência doméstica em uma residência do bairro São José 2, na noite de sábado (29).

Quando a equipe chegou ao local uma menina de 12 anos gritava pela janela por socorro, falando que o pai estava agredindo a mãe.

Os guardas pediram para a criança abrir a porta. Ela contou que o pai trancou ela e a mãe dentro do imóvel. Que a mãe estava “presa” no banheiro.

Devido à situação de gravidade os guardas resolveram arrombar o portão.

Quando eles chegaram na cozinha da casa, o morador de 41 anos investiu contra a equipe, segurando uma garrafa de conhaque.

Os guardas tentaram deter o agressor, ocorrendo luta corporal.

A equipe foi ao chão, até conseguir algemar o homem violento.

Depois de imobilizar o marido, os guardas atenderam a mulher, que apresentava lesões.

Todos foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil, onde o delegado do Plantão, Felipe Carbonari, determinou a prisão do agressor.

Marido é preso por agredir a mulher em Jarinu

 

Mulher denuncia companheiro por agressões