Escolas de Várzea Paulista iniciam coleta de óleo de cozinha usado

Entre os materiais que causam problemas ao planeta, quando descartados de forma incorreta, está o óleo de cozinha usado. Pensando em reduzir esse impacto e conscientizar a população por meio das crianças, a Unidade Gestora de Educação da Prefeitura de Várzea Paulista e o PMANE (Programa Meio Ambiente nas Escolas) estão lançando o projeto Coleta de Óleo em escolas municipais. 

Dois Cemebs (Centros Municipais de Educação Básico) serão os primeiras que participarão do projeto piloto, com a instalação do sistema de coleta de óleo, em breve: Prefeito João Aprillanti (Vila Santa Terezinha) e Edite Schneider (Alto do Pinheirinho). A ideia é que, com o sucesso da iniciativa, expandi-la às demais escolas da Rede Municipal de Ensino, futuramente. 

Todo o óleo coletado nas unidades escolares será revertido em dinheiro, que será destinado totalmente à APM (Associação de Pais e Mestres) de cada escola participante. Os pais podem levar o óleo às duas escolas, a partir da próxima segunda-feira (25). 

Além disso, diretores e professores das duas escolas que participam do PMANE vão fazer a formação PMANE — Educação para Sustentabilidade. O curso de educação ambiental terá cinco módulos: Educação Ambiental; Logística Reversa; Gestão Sustentável da Escola; Ser Humano e o Meio Ambiente; e Práticas e Ações de Impacto. 

Reunião 

Um encontro on-line preparatório de representantes da Prefeitura foi feito em 4 de outubro, com o idealizador e coordenador do PMANE, Leonardo Giardini, e Beatriz Siqueira, educadora ambiental do programa. A diretora de Projetos Especiais da Prefeitura, Vani de Paula Martins, a diretora do Cemeb Prefeito João Aprillanti, Patrície Veraldi, a vice-diretora do Cemeb Professora Edite Schneider, Regina Silva, e a servidora Luana Silva, que assessora a Diretoria de Projetos Especiais, representaram a administração municipal.

Com informações da Prefeitura de Várzea Paulista

%d blogueiros gostam disto: