Em poucas horas, temperatura cai e médico orienta sobre cuidados

As temperaturas baixaram nas últimas horas em nossa região. Em pleno inverno, os dias estavam tendo clima com 28 graus e entre hoje e amanhã, devem baixar para 10 graus. Para o organismo, a mudança brusca gera descompasso, por isso, o médico pneumologista do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), Eduardo Leme, dá algumas orientações para enfrentar com saúde as mudanças climáticas.

“De modo geral, quando a temperatura muda vagarosamente, o organismo vai se adaptando. Porém, quando a mudança é repentina, o corpo sente e a parte respiratória pode ser a mais comprometida”, explica o médico.

De acordo com ele, essa variação pode comprometer tanto o sistema respiratório superior, que inclui nariz e garganta, quanto o inferior, que inclui a parte dos pulmões e brônquios. “As doenças mais comuns são renite, sinusite, bronquite asmática, crise de asma, gripes e resfriados, que são comuns nesta época do ano, mas que com este tipo de alteração climática, acometem um número maior de pessoas”, diz.

Sendo assim, a prevenção é o caminho mais indicado para não precisar recorrer aos prontos atendimentos ou fazer uso de medicamentos. “Evitar principalmente de estar exposto ao ar ambiente nos momentos de maior frio, como na madrugada e à noite, períodos em que a temperatura cai muito”, indica. “Estar em um lugar mais protegido, dentro do possível, é a recomendação, além de evitar as atividades físicas nestes períodos, fazer uma boa hidratação e cuidar bem da alimentação”, sugere.

O cuidado deve ser redobrado com crianças e idosos.

%d blogueiros gostam disto: