JORNAL DA REGIÃO

JUNDIAÍ E REGIÃO

Marisa fecha loja do Calçadão da Barão de Jundiaí

A Lojas Marisa encerrou as atividades de sua tradicional unidade do Calçadão da Rua Barão de Jundiaí, no Centro de Jundiaí.

A loja era uma das mais antigas no Centro da cidade. Junto com ela serão fechadas cerca de outras 100 unidades pelo País.

Em reportagem da revista “IstoÉ Dinheiro”, o CEO da empresa diz que os cortes estão sendo feitos para evitar uma crise pior e buscar recuperação financeira.

João Batista Pinheiro explicou em teleconferência que a rede não está passando por uma crise igual às lojas Americanas, mas está tentando se readequar ao cenário econômico.

A meta é reduzir as despesas em R$ 30 milhões neste ano.

O fim de grandes marcas

Jundiaí vem registrando nos últimos anos o fim de grandes marcas que marcaram gerações. Há pouco tempo foi a Loja Gelli do ramo de fotografias, que encerrou as atividades depois de 100 anos.

A Sapataria Central, da rua Siqueira de Moraes, também encerrou as atividades depois de 110 anos.

A tradicional Papelaria Santa Terezinha, na rua do Rosário, também deixou saudades. Bem próximo dali também fechou a loja de móveis Credi Nino.

Jundiaí perdeu ainda duas casas de massas tradicionais, a Padroeira, onde foi inventada a coxinha de queijo e a Marzullo, na Vila Rio Branco, depois de 39 anos de atividades.

E teve ainda a Marabá Bomboniere, na rua do Rosário, que fechou depois de 70 anos.

 

Foto Gelli encerra as atividades depois de 100 anos em Jundiaí

 

Casa de Massas Padroeira encerra as atividades

Casa de Massas Marzullo encerra as atividades após 39 anos

Credi-Nino anuncia fechamento de sua loja

Papelaria Santa Terezinha encerra atividades

Depois de 110 anos a Sapataria Central fecha as portas

Depois de 70 anos a Bomboniere Marabá encerra atividades

 

%d blogueiros gostam disto: