Alunos do Peama voltam às aulas no Bolão

A saudade das aulas do Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas (Peama), da Prefeitura de Jundiaí, era facilmente percebida nesta quinta-feira (13) nos rostos de cerca de 70 alunos de dança, basquete, natação e tênis do projeto. Depois das férias, alunos e professores retornaram às atividades no Bolão.

“Estou feliz em voltar a praticar esporte. Faço tênis, natação, futebol e a Escola da Bola (atividade que mescla futsal, basquete, handebol e vôlei, com uma aula de cada modalidade por dia). Particularmente, prefiro nadar, mas hoje estou jogando tênis”, disse Mariana Harano, que veste a camisa do Peama desde o começo do programa, em 1995.

Mariana lembrou, orgulhosa, da chance de disputar um torneio internacional no ano passado no Panamá. “Trouxe para Jundiaí três medalhas, sendo uma de ouro, uma de prata e outra de bronze”, emendou a aluna, que tem deficiência intelectual.

Carlos Alberto Milan, mais conhecido como Nenê, aguardou pacientemente iniciar sua aula de basquete. “Não via a hora de voltar a praticar esporte. Gosto muito do tênis e também pratico futebol e atletismo”, informou.

 

Integração

César Munir, diretor do Departamento de Esporte Adaptado da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer da Prefeitura, lembrou que cerca de 80% dos 389 alunos do Peama são iniciantes. “Nosso foco é esse. É usar o esporte como ferramenta de inclusão social”, completou César.