Falta de leitos provoca transferência de pacientes de Várzea até para a Capital

A Prefeitura de Várzea Paulista está revendo todos os seus planejamentos de atendimento às vítimas de Covid-19. Nessa segunda-feira (14) houve aumento – novamente – da demanda de pacientes. A fila de espera para atendimento médico no Hospital Municipal era grande durante todo o dia. Leitores relataram que estavam há pelo menos três horas esperando médico.

A Prefeitura confirmou que houve aumento da demanda. E que seu planejamento terá de ser revisto com o crescimento de casos.

Desde a semana há dificuldades em encontrar leitos para pacientes do município, sendo que a unidade Cross de Campinas, que faz a distribuição de vagas de leitos passou a mandar moradores de Várzea Paulista para a Capital. Na semana passada uma moradora foi mandada em estado gravíssimo para hospital de Valinhos. A família dela estava desesperada e procurou o “Jornal da Região”, já que tinha convênio da Intermédica, mas não conseguia transferência para Jundiaí. O Grupo Notre Dame realizou vários contatos até conseguir nova transferência para Jundiaí.

A Prefeitura de Várzea Paulista informa que tinha como opção o Hospital de Campo Limpo Paulista, mas recebeu a informação nesta tarde de que a unidade covid regional está com 100% de ocupação.

Itatiba também anunciou na última semana recorde de pacientes na UPA e lotação máxima na Santa Casa, para casos de Covid.

Louveira atingiu 100% de sua capacidade há vários dias. Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, 35 pessoas estão internadas na cidade: 16 estão em UTI, 1 em leitos enfermaria da Santa Casa e 18 no Hospital de Campanha. Com total de 16 leitos disponíveis, a UTI continua com 100% de ocupação.

Jundiaí

Nos hospitais particulares de Jundiaí cresceram também as reclamações de leitores. Uma mulher que está com o marido internado com Covid no Hospital Pitangueiras desde domingo ficou desde o início da tarde até a noite desta segunda-feira esperando por atendimento médico. Ela reclamou que havia mais de 200 pessoas na sua frente na Sobam.

Segundo dados do Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Jundiaí a ocupação dos leitos privados no município está próximo do limite, com 92%. Na rede pública é de 89%.

Atualmente em Jundiaí há 461 pessoas com Covid, em internações hospitalares ou em casa.