Prefeitura abre licitação para concluir o Ambulatório Médico da Vila Progresso

O projeto de Ambulatório de Especialidades Médicas e Diagnósticos e Pronto Atendimento da Vila Progresso teve a licitação para a construção lançado nesta sexta-feira (15), na Imprensa Oficial de Jundiaí. O projeto foi apresentado à população do bairro em setembro de 2021, e o prazo para conclusão da licitação é de 90 dias. Com o término do processo, a obra iniciada será completa em 18 meses.

“Em nossa gestão, priorizamos a Saúde com investimentos no Hospital São Vicente, referência em alta complexidade na Região, e também em ambulatórios e pronto atendimentos em outras regiões, de maneira estratégica, descentralizando a média e baixa complexidade para que os hospitais realizem o atendimento de alta complexidade para a região”, comenta o prefeito Luiz Fernando Machado, complementando que o equipamento complementa a rede, levando os atendimentos mais próximos à população.

 

 

No térreo do prédio funcionará o Pronto Atendimento, onde será prestada assistência em clínica médica e pediatria, procedimentos, exames e observação. São 961 metros quadrados com quatro consultórios médicos, sala de observação com sete leitos adultos, uma sala de observação com três leitos/poltrona infantil, uma sala de urgência/emergência com dois leitos, uma sala de isolamento com um leito, uma sala para curativo/sutura, além de salas de espera, triagem, coleta de exames, elucidação diagnóstica (raio-x, ultrassom, eletrocardiograma), entre outras. Serão instalados quatro elevadores (dois internos e dois externos).

Já nos dois andares superiores estará o Ambulatório de Especialidades Médicas e Diagnósticos, voltado à assistência com consultas, exames, terapias, procedimentos e cirurgias no mesmo local. Sua estrutura tem 2,4 mil metros quadrados e contará com 34 consultórios médicos, centro cirúrgico, centro de cuidados com lesões de pele com três salas (para tratamento de feridas complexas, úlceras por pressão,
dentre outras comorbidades relacionadas), serviço social, sala de grupos (atividades coletivas) e ala para realização de exames para elucidação diagnóstica (raio-x, ultrassom, eletrocardiograma, fototerapia, audiometria, dentre outros).

“O projeto de Saúde é pensado para décadas. Jundiaí tem grande população idosa, maior que a média das cidades brasileiras. Com a entrega, teremos a descentralização nas quatro regionais da cidade, já que também temos as Clínicas da Família/PA Hortolândia e Ponte São João ”, comenta o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) Tiago Texera.

Mais investimentos

Segundo o gestor da Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF), José Antonio Parimoschi, o planejamento orçamentário para a execução da obra do novo Ambulatório faz parte de um pacote com mais de R$ 50 milhões previstos para ser investidos naquela regional da cidade. “A região da Vila Progresso tem investimentos que ultrapassam os R$ 50 milhões. São R$ 29 milhões para obras de infraestrutura viária no Complexo Samuel Martins e mais R$ 30 milhões para a construção da sede da Guarda Municipal, Defesa Civil e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que já se iniciaram e unificarão os serviços de urgência e segurança da cidade.”, explicou o gestor.

%d blogueiros gostam disto: